Alusa e Jole

Trabalhadores de Suape paralisam atividades na manhã desta quarta (15)

Categoria reclama de irregularidades de cinco empresas que prestam serviços à Petrobras nas obras de construção da Refinaria Abreu e Lima

Mais de 100 trabalhadores pertencentes à Construtora Jole, AD Engenharia, Barros Construtora, Alusa Engenharia e Acoplation paralisaram suas atividades na manhã desta quarta (15). A categoria reivindica irregularidades nas empresas que prestam serviços à Petrobras nas obras de construção da Refinaria Abreu e Lima.

Os trabalhadores reclamam da falta dos 30% da periculosidade, de cestas básicas, do não cumprimento da convenção coletiva de trabalho, equiparação salarial e da folga de pagamento. A situação é mais complicada ainda para os trabalhadores da empresa Barros Construtora, subcontratada da Oliveira Construtora, que estão trabalhando há três meses sem registro na CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Uma reunião está agendada às 11h na sede do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral no Estado de Pernambuco (Sintepav-PE), no Recife para discutir a situação dos trabalhadores. Nesta quinta (16) está marcada uma assembleia junto com os trabalhadores às 7h na portaria Leste da Refinaria Abreu e Lima.

Alusa e Jole2