Trabalhadores4

Trabalhadores de Suape conquistam vitória importante e decidem encerrar greve

            Cerca de 30 mil trabalhadores da Refinaria Abreu e Lima e da Petroquímica Suape se reuniram na manhã desta terça-feira (12), por volta das 8h30, em mais uma assembléia, em frente à portaria Oeste (portão 02) da Refinaria, no Complexo Industrial Portuário de Suape, e decidiram encerrar a greve, que completava quatro dias hoje. Os trabalhadores aprovaram a proposta de 9% de reajuste, além do aumento do valor da cesta básica para R$ 350 e, a conquista mais comemorada pela categoria, que foi o adicional de 30% de periculosidade para todos os trabalhadores envolvidos na planta industrial. Outra conquista é que os quatro dias de paralisação serão abonados e nenhum dos 38 mil trabalhadores terá qualquer tipo de prejuízo.

O movimento teve o apoio do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral no estado de Pernambuco (Sintepav-PE). De acordo com o diretor de fiscalização do sindicato, Leodelson Bastos, os trabalhadores decidem encerrar a greve, após uma vitória importante para a categoria, principalmente pela conquista do adicional de 30% de periculosidade. “Nossa vitória aconteceu na base do diálogo, foi um movimento pacifico, sem necessidade de protestos e radicalização. Foi uma conquista histórica para os trabalhadores de Suape” diz Leodelson Bastos. “Aproveito para parabenizar a postura da Polícia Militar de Pernambuco, em nome do comandante Adilson, que conduziu esse período de greve sem qualquer tipo de truculência” finaliza Bastos.

A cesta básica de R$ 350 e o índice de 9% serão retroativos à data-base de 1º de agosto. Já o adicional de periculosidade será a partir de setembro. Os trabalhadores retornam normalmente amanhã (13.08) a seus postos.

Foto: Maiara Melo