SAM-21-07-15

Trabalhadores da Construtora Sam realizaram nova assembleia nesta terça-feira (21)

As atividades estão paralisadas por tempo indeterminado desde a manhã de ontem

Trabalhadores da Construtora Sam realizaram nesta terça-feira (21), às 7h30, uma nova assembleia em frente à sede da empresa, localizada na Rua Santa Tereza, nº 71, no bairro de Santa Tereza, em Olinda. Os trabalhadores pararam as atividades por tempo indeterminado desde a manhã de ontem em virtude do descumprimento da convenção coletiva de trabalho. A construtora presta serviços para a Companhia Pernambucana de Saneamento – COMPESA.

Entre as reivindicações da categoria estão o pagamento do salário em atraso (a empresa vem atrasado mensalmente), cestas básicas (R$ 170 retroativo a data de admissão), tíquete refeição (defasado desde 2013), eleição imediata da CIPA, descontos indevidos nos contracheques, adicional de insalubridade, horas extras, férias, rescisão de contrato de trabalho, abonos dos dias de greve, pagamento da PLR (participação nos lucros e resultados), além da falta de fornecimento do café da manhã.

Durante a assembleia os trabalhadores discutiram os itens relacionados ao descumprimento da convenção coletiva de trabalho e foram informados pela empresa que o pagamento do tíquete alimentação, vale transporte e adiantamento do salário será efetuado nesta quinta-feira (23) até as 12h. Para a cesta básica foi definido o valor de R$ 170, que será pago no dia 30/07. Os outros pontos da convenção coletiva de trabalho vão ser negociados através do Sintepav – PE. Uma nova assembleia acontece nesta quinta (23) no mesmo local, onde os trabalhadores vão decidir se retomam as atividades