protesto

Sintepav-PE participará diretamente das manifestações programadas para ocorrer amanhã (11), em Ipojuca e no Recife. A sede ficará fechada para que todos os trabalhadores possam participar das manifestações, comandadas em Pernambuco pelo nosso presidente Aldo Amaral – através da Força Sindical – e outras seis centrais sindicais e 40 entidades do movimento social. O Dia Nacional de Luta em Pernambuco acontece com o objetivo de cobrar o cumprimento de uma pauta de reivindicações entregue ao Governo Federal durante a 7ª Marcha das centrais sindicais, realizada em março, em Brasília, com mais de 50 mil pessoas.

Participam das manifestações no Estado, a Força Sindical, a Central única dos Trabalhadores (CUT), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), a União Geral dos Trabalhadores (UGT), a Nova Central (NCST), a Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB) e a Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas).  Também vão aderir a mobilização a União Nacional dos Estudantes (UNE) e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).

“Até podemos ter divergências políticas, mas queremos unidade de ação na defesa dos direitos dos trabalhadores”, afirmou Aldo Amaral, presidente da Força Sindical em Pernambuco, sobre a adesão das centrais sindicais.

A manifestação em Pernambuco vai ter duas frentes de atuação, uma em Suape e outra no centro do Recife. A primeira, no Complexo Portuário de Suape, terá concentração a partir das 7h, na Curva do Boi, em frente à Fábrica da PTA.

Já a segunda frente de manifestação vai reunir milhares de trabalhadores numa grande caminhada pelas ruas do centro do Recife. A concentração vai ser na Praça do Derby, a partir das 14h. De lá, os dirigentes sindicais e trabalhadores seguem para a Avenida Guararapes, onde vão fazer uma parada na Assembleia Legislativa de Pernambuco para entregar a pauta de reivindicações trabalhista e social.

“Vamos mostrar que o movimento sindical está vivo e cada vez mais forte em Pernambuco. Marcharemos mais uma vez em defesa dos direitos dos trabalhadores que têm sido preteridos pelos governantes”, disse Aldo.

REIVINDICAÇÃO – A pauta reivindicada pela Força Sindical foi aprovada na Conferência Nacional da Classe Trabalhadora, realizada em 2010, no Estádio do Pacaembu. As principais reivindicações são: o fim do fator previdenciário, jornada de 40 horas semanais sem redução salarial, reajuste digno para os aposentados, mais investimentos em saúde e educação, transporte público de qualidade, fim do Projeto de Lei 4330 que amplia a terceirização, reforma agrária, fim dos leilões do petróleo, combate à inflação e a recuperação das perdas do FGTS.

SERVIÇO – Dia Nacional de Luta

Data: 11.07 (quinta-feira)

Horário/Local: 7h ( Suape – Concentração na Curva do Boi, em frente à Fábrica da PTA)  & 14h (Concentração – Praça do Derby)