Trabalhadores da Fidens

RNEST: Trabalhadores da Fidens só voltam ao trabalho após pagamento da cesta básica

             Em assembleia realizada nesta quarta-feira (9), os funcionários da empresa Fidens, que presta serviço para Refinaria Abreu e Lima (Rnest), decidiram que só voltam ao trabalho após o pagamento da cesta básica, que corresponde ao valor de R$ 310.  A decisão foi tomada com a mediação do Sindicato dos Trabalhadores  Construção  Pesada em Pernambuco (Sintepav-PE ), no canteiro de obras da empresa, com 100 % de adesão.

             Cerca de 800 trabalhadores, estão de braços cruzados há dez dias, quando o pagamento do benefício não foi realizado. O grupo também reivindica a higienização dos banheiros químicos e denuncia que a empresa não está oferecendo água potável, área de vivência e Equipamento de Proteção Individual (EPI).

             A Fidens é a responsável pelas obras de engenharia, suprimento e construção da unidade de manuseio de coque da Rnest, que está sendo erguida no município de Ipojuca (PE)