size_590_Acidente_no_estádio_do_Itaquerão

Uma parte da estrutura metálica do Itaquerão desabou nesta quarta-feira e destruiu parte do novo estádio do Corinthians. De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas pessoas morreram e uma se feriu no acidente que atingiu a cobertura da arquibancada localizada atrás de um dos gols. A arena estava com 94% das obras prontas e tinha inauguração prevista para janeiro de 2014.

Inicialmente o Corpo de Bombeiros informou a ocorrência de três mortes no acidente. Em contato com o UOL Esporte no local, a corporação corrigiu posteriormente a informação para duas vítimas: o operador de guindaste Fábio Luiz Pereira, de 42 anos, e o montador Ronaldo Oliveira dos Santos, de 44. Outro operador de guindaste foi atendido na enfermaria do estádio e liberado para ir para casa.

“Existia a informação de uma possível terceira vítima que não se confirmou, pois não tinha a ver com a ocorrência. Era uma pessoa no Samu que estava passando próxima ao local no exato momento e que não tem relação com o incidente”, afirmou o major Mauro Lopes, chefe da divisão de imprensa do Corpo de Bombeiros. “Os homens estão fazendo uma varredura para ver se há mais vítimas”.

“Antes que a polícia e os legistas possam entrar, os bombeiros vão checar se as estruturas do estádio oferecem algum risco de queda, paredes, muros. Embaixo do estádio há túneis e precisamos ver se o impacto da queda dessa peça tão pesada não comprometeu a laje inferior”, completou o major.

O acidente aconteceu por volta das 12h45, quando um guindaste içava uma peça de 500 toneladas da cobertura. Era a última que faltava para a conclusão da área leste. Informações de responsáveis pela obra indicam que o guindaste se partiu e caiu sobre a arquibancada destruindo dois andares.

Havia a presença de poucos funcionários no local no momento do acidente devido ao horário de almoço. Ao todo, 1.500 pessoas estavam destacadas para os serviços no estádio nesta quarta.

“Aparentemente, o guindaste se partiu. Destruiu dois andares da arquibancada. O negócio está bem feio”, afirmou o arquiteto da obra, Aníbal Coutinho, ao blog do Rodrigo Mattos.

A Odebrecht, responsável pela construção do estádio, não explicou a causa do acidente. Serão feitos estudos para verificar se a queda de parte da arquibancada impedirá o estádio de receber o primeiro jogo da Copa do Mundo. Já o Corinthians emitiu nota oficial lamentando o ocorrido e decretou luto de sete dias.

De acordo com o coronel Jair Paca, da Defesa Civil, ainda há o risco de novos desabamentos na área atingida pelo guindaste. “Estamos fazendo uma análise da área, a interdição já foi realizada. Parte da estrutura não está firme e ainda há risco de que possa acontecer algo no local. É arriscado entrar sem equipamento adequado”, afirmou à TV Record.

A área leste é onde a obra do Itaquerão estava mais avançada. Tanto que foi ali que o Corinthians realizou a festa de seu aniversário, em setembro. Banheiros e o acabamento de alvenaria já tinham sido feitos. O acidente atingiu o painel de led do estádio, que fica deste lado.

O outro lado, a área oeste, que é o mais nobre e com lugares premium, está menos avançado e ainda necessita de acabamento em alguns pontos. Desse lado, há uma série de vitrais.

A inauguração do estádio estava prevista para 5 de janeiro, data determinada pelo secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, que dificilmente será cumprida por conta desse acidente. Haverá uma reunião de emergência entre o COL (Comitê Organizador Local) e Odebrecht. A organização da Copa de 2014 já foi informada sobre o acidente.

Fonte: Uol