Aldo Amaral2

 Representantes do Consórcio Rota do Atlântico recebe presidente do Sintepav

 Aldo Amaral busca solução para o impasse no pagamento de Pedágio por parte de trabalhadores em Suape. Em reunião que ocorreu nessa quinta-feira (20), em São Paulo, o Consórcio se compromete em buscar solução para os trabalhadores

 O presidente do Sintepav e da Força Sindical, Aldo Amaral, esteve reunido, nessa quinta-feira (20), em São Paulo, com os representantes da Rota do Atlântico para discutir soluções quanto à cobrança de pedágio em Suape. Ao final da reunião, ficou acertado que a Força Sindical fará uma pesquisa para verificar quantos trabalhadores pagam pedágio diariamente. Com base neste dado, o qual será apresentado na segunda quinzena de abril, uma solução será sugerida por parte da Rota do Atlântico à Força Sindical.

Para ter acesso ao Complexo Portuário, os trabalhadores estão tendo que pagar um pedágio cobrado pela Concessionária Rota do Atlântico. O valor cobrado vai de R$ 2,80 para motocicletas, motonetas e bicicletas a motor a R$ 50,40 para caminhões com reboques. E não há nenhuma rota alternativa para que consigam chegar ao trabalho sem pagar o pedágio, o que se torna muito dispendioso para o trabalhador.

“Temos nos empenhado bastante para que, a partir do diálogo, os direitos dos trabalhadores sejam garantidos Este é o objetivo principal da Força Sindical de Pernambuco”, concluiu Aldo Amaral.