diadamulher

Sintepav-PE participa das comemorações do Dia Internacional da Mulher em Pernambuco

             Em mais um ano de comemorações pelo Dia Internacional da Mulher, a Força Sindical Pernambuco realizou ação exitosa de prestação de serviço com oferta  de consultas e exames médicos gratuitos para população. Durante três dias, de 06 a 08/03, cerca de 700 pessoas passaram pela sede da central, localizada na Rua da Concórdia, no bairro de São José, área central do Recife.

            Quem comandou a festa de encerramento foi o assessor nacional da Força, Mineiro, e o diretor do Sintepav-PE, Wilton Oliveira, representando Aldo Amaral. “É importante a posição da Força Sindical nesse evento de comemoração ao Dia Internacional da Mulher, fazer uma ação com lastro social e prestação de serviço. O evento desse ano é um marco. E a tendência da Força Sindical é expandir esse tipo de ação em relação à saúde da mulher. Hoje, a central já tem o Programa Força Saúde, que inaugurou um Consultório de Atendimento Médico ao Trabalhador, mas ainda estamos em fase de implantação de outra ações”, adiantou Wilton Oliveira. Além de Wilton, quem também esteve presente à solenidade foi a advogada do Sintepav-PE, Suelen Braga, representando as mulheres do sindicato.

           O assessor nacional da Força, Mineiro, também elogiou a iniciativa. “Ocorreu tudo de acordo com o que nós prevíamos. Foi um sucesso. Eu espero que no próximo ano a gente possa atender ainda mais gente e que Força em Pernambuco continue fazendo o trabalho que vem fazendo no Estado. E desde já agradeço ao nosso presidente, Aldo Amaral, que dá oportunidade a diretoria da casa para que cada um, na sua função, exerça seu trabalho. Estão de parabéns Aldo, a secretária da Mulher, Zuca Oliveira, e todos os funcionários da Força”, disse Mineiro.

           No primeiro dia de atividades, na quinta-feira (06), duas unidades móveis de parceiros prestaram atendimento gratuito às mulheres. A parceria firmada com a Secretaria de Saúde do Estado resultou na realização de 120 exames de colo de útero, um dos mais importantes para detecção precoce do câncer. Já a Fundação Altino Ventura, referência na área de oftalmologia, realizou 40 atendimento com oftalmologista com direito a exames. Os casos mais complexos receberam encaminhamento para tratamento.

           Quem aproveitou o atendimento oftalmológico foi a dona de casa Josefa Maria Lopes, moradora do bairro de Água Fria, Zona Norte do Recife. “É uma coisa tão difícil conseguir uma vaga no posto de saúde. Então, quando eu vi na reportagem eu não tive dúvida, vim logo nas carreiras. Eu achei ótimo, deveria ter mais. Todas as empresas que fizessem isso seriam bem aceitas pela população pernambucana”, disse.

           Já na sexta-feira (7), segundo dia da ação, a unidade móvel do Instituto de Hematologia do Nordeste (Ihene), realizou 110 atendimentos, desse total, 30 resultaram em doação de sangue para a unidade. Todas as pessoas atendidas passaram por consulta com clínico geral do Ihene. A coleta de sangue e plaqueta  deu direito a realização de quatro exames laboratoriais: HIV/AIDS, Doença de Chagas, Hepatite e HTLV.

           E para coroar o último dia da ação, a ONG Amigo do Peito realizou 82 exames de mamografia. O dia também contou com show do cantor pernambucano Ivan Gadelha, além de evento em homenagem às mulheres sindicalistas e, encerrando as atividades, houve um almoço e bolo comemorativo. Durante todos os dias da ação também houve distribuição de rosas e brindes. “No calendário da Força Sindical sempre houve a comemoração do Dia Internacional da Mulher. Porém, nunca havíamos feito para o público externo. Sempre homenageávamos dentro do nosso universo sindical as escolhidas por sua base”, explicou Zuca Oliveira, secretária da mulher da Força Sindical.

           Moradora do bairro de Piedade, Zona Sul do Recife, Fátima Lourenço fez exame de mamografia e aprovou a ação. “ O atendimento foi muito bom. Foi uma coisa boa e especial para as mulheres porque é difícil marcar exame. Aqui eu cheguei e já fui atendida” elogiou. A decisão de atender o público externo foi positiva para Zuca Oliveira. Ela acredita que esse tipo de ação reforça com a população, a importância da prevenção e tratamento das doenças, além de lembrar a importância da luta das mulheres na  sociedade civil, na família e na política brasileira como um todo. “A nosso ver, foi uma ação muito bem sucedida: tivemos aproximadamente 350 atendimentos de excelência no total de três dias. Vale lembrar que as políticas públicas de prevenção à doença das mulheres ainda são raras. O costume do país ainda é tratar a doença, e não prevenir. Essa ação mostra o quanto estamos carentes de saúde pública para todos e de qualidade”, defendeu Zuca.