SINTEPAV-PE
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas,
Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral do Estado de Pernambuco
1
EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) JUIZ (A) DA 1ª VARA DO TRABALHO DE IPOJUCA – PE.

 

PROCESSO 0001413-79.2014.5.06.0191

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDUSTRIAS DA CONSTRUÇÃO DE ESTRADAS, PAVIMENTAÇÃO E OBRAS DE TERRAPLENAGEM EM GERAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO – SINTEPAV-PE, entidade sindical, com sede na Rua General Vargas, 687 – Cidade Universitária – Recife –PE. CEP. 50.670-430, Fone: (81)3273-1067, inscrito no CNPJ sob o n.º 04.146.561/0001-54, através de seus advogados infrafirmados, constituídos consoante instrumento procuratório acostado, com escritório profissional sito à Rua Silveira Lobo n º 32, Casa Forte, Recife – PE CEP 52.061-030, onde receberão as notificações de estilo, vem, à presença de Vossa Excelência REQUERER PROVAS ACERCA DO ANDAMENTO DAS ARBITRAGENS nos termos em sucessivo.
Da análise atenta da documentação acostada é possível verificar que demandada ALUMINI não comprovou qualquer data para a finalização das arbitragens. Ao revés, alegou ainda que embora tal informação não conste das aludidas certidões, os Patronos da Alumini Engenharia S.A. (em recuperação judicial) nos referidos processos estimam que os mesmos sejam julgados e encerrados em até 18 (dezoito) meses.

 

 

SINTEPAV-PE
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas,
Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral do Estado de Pernambuco

 

Assim, não havendo a demandada ALUMINI apresentado nova data COMPROVADA para a finalização das arbitragens e pagamento dos trabalhadores, OU AINDA QUALQUER DOCUMENTO QUE COMPROVE PRAZO PARA A FINALIZAÇÃO DAS ARBITRAGENS entende o Reclamante que a Demandada infringiu o previsto na cláusula 7, “d”, devendo, por conseguinte, ser determinada a comprovação de data para finalização das arbitragens, sob pena de ser considerada a sua frustração e consequentemente, determinado o pagamento da parcela remanescente por meio de outras fontes na forma preconizada na cláusula 7, “e” do acordo celebrado.

  Pede deferimento.

 

Recife, 16 de outubro de 2018.

Frederico Melo Tavares
OAB/PE 17.824